[ editar artigo]

COMO O MARKETING DIGITAL PODE AJUDAR EMPRESAS EM TEMPOS DE PANDEMIA | Guia de Tendências 2020-21

COMO O MARKETING DIGITAL PODE AJUDAR EMPRESAS EM TEMPOS DE PANDEMIA | Guia de Tendências 2020-21

A pandemia fragilizou o mundo, impactando nossas vidas pessoais e nossos negócios. Empreendedores mais antenados, porém, logo passaram a acompanhar as novas relações que estão se estabelecendo no mercado a partir deste novo contexto. Pensando nisso, o Sebrae lançou recentemente o Guia de Tendências 2020-21: Sociedade e Consumo em Tempos de Pandemia, que traz uma série de informações sobre as novas mentalidades de consumo e novas configurações laborais, durante e pós-pandemia. 

 

Embora o Guia seja importante para que você, empreendedor, possa compreender melhor sobre o novo cenário global, sabemos que "um exemplo pode valer mais que mil palavras”, não é mesmo? Por isso trazemos este artigo, que contém diversos exemplos de iniciativas no seu setor, e que estão captando muito bem o atual Zeitgeist¹ e as novas tendências de mercado!

 

A crise gerada pela pandemia acelerou a necessidade das empresas de transformarem-se digitalmente em definitivo. Para esse cenário, o segmento do marketing é um dos principais protagonistas na geração de estratégias para negócios que ainda não estão habituados com o ambiente digital. Porém, mesmo que o foco de atenção do momento esteja no ambiente virtual, os negócios essencialmente físicos também precisarão pensar em ações para se adaptarem à nova realidade. Nesse sentido, o modelo Phygital (a soma entre o ambiente físico e digital) pode ser uma estratégia de marketing 4.0 para unir os dois universos a fim de criar experiências de venda adaptadas às particularidades de cada negócio.

 

Fonte: Bored Panda

 

Pensando no modelo Phygital, a IKEA, empresa sueca especializada na venda de móveis domésticos de baixo custo, propôs aos seus clientes uma série de manuais para ensinar crianças e seus familiares a construir fortalezas em casa com móveis e utensílios domésticos. A proposta tem como objetivo proporcionar o enfrentamento do tédio e manter o ânimo durante a quarentena com atividades lúdicas que simulem cavernas e castelos. Estes manuais contêm instruções para as brincadeiras e acompanham os produtos vendidos pela marca.

 

Outra solução criativa para os tempos de isolamento é da marca sueca Oatly de alimentos veganos. Com o objetivo de tornar suas embalagens reutilizáveis, a Oatly desenvolveu uma série de vídeos com tutoriais de como transformá-las em outros itens, que vão desde mesa de bilhar e ping-pongue, até teatro de fantoches. Além do conteúdo gerado para aliviar o tédio de seus consumidores, a empresa mostra seu posicionamento e responsabilidade diante das questões ambientais, contribuindo, assim, para o fortalecimento de marca.

 

Para a comunicação essencialmente digital do presente, o vídeo se tornou o recurso padrão e tem sido utilizado para áreas que vão desde o entretenimento até educação ou consultas médicas. No caso da empresa finlandesa Valio, fabricante de laticínios e alimentos, foi desenvolvida uma plataforma de simulação virtual para criar a experiência de ceia com amigos e familiares por vídeo no próprio site da empresa. O primeiro passo para ter acesso à plataforma é escolher o nome da sala e selecionar se gostaria de uma mesa de páscoa, mesa de festa infantil ou uma outro tipo de refeição. Com tudo preparado, é só convidar os amigos e familiares por vídeo. A plataforma coloca o rosto de cada um em corpos virtuais, que podem interagir com a mesa enquanto os convidados conversam.

 

Fonte: Valio 

 

Ações de marketing que visam reduzir a ansiedade e que mostram preocupação com a saúde mental de seus clientes também despontaram neste momento. A Goop, Wander Beauty e Indie Lee, por exemplo, são marcas de produtos de beleza que habitualmente publicam tutorias de maquiagem, e no momento mudaram seu conteúdo para compartilhar dicas sobre meditação e redução de ansiedade para o bem-estar de seus consumidores durante a quarentena.

 

O Marketing 4.0, em tempos de pandemia, representa a revolução digital para as empresas com um adendo: a criação de conexões reais em tempos de pessoas “À Flor da Pele”. Nos exemplos apresentados acima, as ações se mostram empáticas, divertidas e informativas. Para o segmento de marketing, se preocupar com tais questões aliadas à aproximação das experiências do ambiente físico com o ambiente digital pode ser o diferencial na hora de planejar ações autênticas e sensíveis ao nicho atendido.

 

E você, profissional do marketing? O que está fazendo para se adaptar a este período e se reconectar com o seu público?

 

Para mais ideias inspiradoras, confira o nosso Guia de Tendências 2020-21: Sociedade e Consumo em Tempos de Pandemia!

__

¹ Zeitgeist: 'Espírito do Tempo', em alemão. Conceito difundido pelo filósofo Hegel no séc. XVI para se referir à cultura específica de uma época.

Marketing Digital

Comunidade Sebrae
Mauricio Reck
Mauricio Reck Seguir

Consultor de Inovação no Sebrae/PR & CEO na UNA Smart!

Ler conteúdo completo
Indicados para você