[ editar artigo]

Transformação digital: é sobre tecnologia mesmo?

Transformação digital: é sobre tecnologia mesmo?

Em uma de suas matérias, a Harvard Business Review (HBR) soltou que “digital transformation is not about technology”. Traduzindo para o bom português, temos algo como “a transformação digital não é sobre tecnologia”. 

Oi? 

É isso mesmo, produção. Para entender o que isso quer dizer, é importante contextualizar.

Essa ponderação se baseia em uma pesquisa que envolveu diretores e chefes executivos, cujo resultado mostrou que o risco da transformação digital (TD) é a preocupação número um dos gestores. 

Nessa mesma pesquisa, chegaram à conclusão de que 70% das iniciativas de transformação não atingem as expectativas iniciais. Ainda, dos 1,3 trilhões de dólares gastos em TD, mais de 900 bilhões foram jogados no lixo - isso mesmo que você leu! 

Partindo disso, a questão do artigo foi o “por que algumas iniciativas de TD dão certo e outras não?

A primeira justificativa seria de que a maioria das tecnologias digitais proporcionam possibilidades de ganhos na eficiência e na relação com o cliente, mas de nada adianta ter as possibilidades se o mindset não está ajustado. 

Na tentativa de dar um norte às organizações, a HBR listou cinco lições chave para o sucesso de um processo de transformação digital. 

Preparado?

#1 Lição: tenha clareza da estratégia do negócio antes de investir em qualquer coisa. O que deve ser pensado é a estratégia global, e não apenas a estratégia a ser utilizada para a TD.

#2 Lição: alavanque a equipe que já está com você. Muitas organizações se empenham em trazer pessoas de fora, consultores renomados, achando que eles serão a solução de todos os problemas. Neste ponto, o conselho é o de valorizar quem já faz parte da equipe, ou seja, quem já tem grande conhecimento sobre a realidade da empresa.

#3 Lição: desenhe a experiência do cliente de fora para dentro. É importante que seja feito um diagnóstico do público alvo antes de tudo.

#4 Lição: reconheça o medo dos empregados de serem substituídos. Entenda que essa é uma realidade possível e promova discussões sobre o assunto. O medo pode promover inclusive a sabotagem do processo de transformação, sendo que a conversa pode promover um cenário de colaboração.

Esses são alguns dos insights trazidos pela revista e não dá para negar que a transformação digital engloba aspectos muito além da tecnologia em si, não acha?

Inclusive, a matéria ainda mostra que, nas situações em que a transformação digital foi empregada com sucesso, os líderes começaram de baixo: focaram em mudar o mindset da equipe e a cultura organizacional antes de decidirem que ferramentas digitais usarem e como as usarem

Partindo daí, a seguinte reflexão é proposta: o que você e sua equipe vislumbram para o futuro da organização? 

É essa resposta que deve dirigir a tecnologia adotada, e não, o contrário. Pelo menos é o que a HBR diz e eu assino embaixo. 

E você, concorda?

 

Photo by Gokhan Okur from FreeImages

Marketing Digital

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você