[ editar artigo]

E-commerce internacional: Como começar a vender online para o exterior

E-commerce internacional: Como começar a vender online para o exterior

Expandir os negócios para o mercado internacional pode significar um aumento de lucros considerável. Veja como começar a vender online para o exterior.

Graças à internet, o comércio internacional deixou de ser algo restrito para poucas indústrias e passou a permitir a entrada de pequenos e médios negócios. Não é por acaso que muitos brasileiros estão interessados em criar e-commerces focados em outros países. Mas como começar a vender online para o exterior?

Antes de mais nada, é preciso compreender por que esse tipo de venda tem chamado a atenção de tantos comerciantes. Além da alta do Dólar, que permite maiores ganhos na conversão da moeda, o fator cultural também está a favor de negociações internacionais.

Isso acontece porque a cultura brasileira é vista de forma positiva em outros países. Quando falamos de produtos desenvolvidos manualmente ou elementos que só encontramos no Brasil, as possibilidades de negócios se mostram muito atrativas.

Entretanto, apesar de ter um mercado disposto a consumir os produtos brasileiros, é preciso entender que existem alguns “requisitos” que você deve cumprir para considerar expandir o seu e-commerce.

O que é preciso para ter um e-commerce internacional

Além de uma estrutura online montada, existem outros elementos que é interessante conhecer para aumentar suas chances de sucesso no mercado internacional.

O primeiro deles é o domínio de um idioma estrangeiro, principalmente o inglês. Isso porque muitos de seus fornecedores ou clientes vão usar o inglês para a comunicação. 

Uma dica é conferir as opções de aprendizado da língua inglesa através de aplicativos, um formato moderno que dá maior flexibilidade nos estudos. Segundo a plataforma Babbel, os apps são ideais para quem precisa aprender o idioma, mas não possui tanto tempo disponível.

Você também vai precisar ter tempo para dedicar às pesquisas, que vão desde a escolha do país que você pretende atender, passando pela sua cultura de consumo, até a forma adequada de fazer o marketing na região.

Por fim, você pode precisar contar com uma equipe no país que você deseja abrir uma unidade de comércio, para obter apoio na resolução de questões, como legislação ou comportamento da população.

 

Como começar a vender online para o exterior

De acordo com o Sebrae, no Brasil existem cerca de 9 milhões de micro e pequenas, sendo elas responsáveis por 27% do PIB do país. Esse grupo poderia ganhar ainda mais força empresarial ao abrir as portas para a exportação de seus produtos.

Mas para começar a vender online para o exterior é preciso estruturar o seu negócio. Veja, a seguir, cinco aspectos importantes neste processo:

Estude a cultura do país escolhido
Cada país conta com suas particularidades e, aquilo que é bem aceito no Brasil, pode não ser visto da mesma maneira no exterior.

Um bom exemplo está na indústria de biquinis. Enquanto por aqui tamanhos e cores variadas são permitidas, pessoas de alguns países da Europa consideram adequado peças mais largas. Se adaptar a cultura do país de interesse é fundamental.

Crie um e-commerce internacional

O português não é a língua mais popular do mundo. Por isso, criar um e-commerce que converse com públicos de outros países vai impactar no sucesso do negócio.

Você pode criar uma versão do seu e-commerce em inglês ou espanhol, ou no idioma do país que você busca a expansão. O ideal é contar com um tradutor profissional para que nenhum erro passe na sua página.

Além disso, verifique os meios de pagamento mais seguros para o seu e-commerce, que sejam aceitos em outros países e que tenham taxas mais baixas de utilização.

Pense na logística 

Se o seu produto for feito no Brasil, você vai precisar estudar a logística de envio para outros países. Mais do que isso, é de extrema importância que você pesquise sobre regulamentações da nação sobre o tipo de produto desenvolvido, documentos aduaneiros e até o funcionamento alfandegário.
Invista em marketing para o público-alvo

Para vender, uma boa estratégia de marketing, focada no público-alvo, se faz necessária. Após pesquisar sobre a cultura do país, certamente você vai conseguir compreender melhor como vender no local, mas considere contar com a opinião de um residente para ter mais segurança.

Se você for responsável por este setor da empresa, procure pesquisar e desenvolver as principais  habilidades de um profissional de marketing digital, muito importante para os e-commerces.

Estude sobre os impostos

Por fim, não deixe de estudar sobre os impostos que você precisa pagar nesse tipo de negócio, tanto na exportação do produto quanto na entrada de lucro no Brasil. Para ter sucesso a longo prazo, é preciso agir de acordo com as regras da Receita Federal dos países envolvidos.

Como você viu, são vários os detalhes que devem ser analisados na hora de expandir o seu negócio para o mercado internacional. Por mais difícil que pareça, esse crescimento não é impossível, mas deve ser feito com cuidado e planejamento.

Domínio de outro idioma, tempo de pesquisa e imersão na cultura externa são os principais fatores para que você leve o seu produto para outros lugares do mundo. Uma jornada desafiadora, que tem tudo para dar certo!

Sucesso!

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você