[ editar artigo]

E quem diria que uma forte tendência de consumo é justamente consumir pouco!

E quem diria que uma forte tendência de consumo é justamente consumir pouco!

Estranho ler esse título né? Ainda mais quando contradiz o conceito do consumismo, mas a verdade é que o distanciamento social trouxe muita reflexão sobre o que as pessoas consomem, e um olhar mais apurado para a sustentabilidade. E é exatamente neste contexto que vem se popularizando a prática do Armário Cápsula, que consiste em ter poucas peças no armário, mas que todas possibilitem um número significativo de combinações, sejam para ocasiões formais ou informais. Alguns estilistas falam em número de peças, algo na casa de 70, pensando em roupas para todas as estações do ano, calçados, roupas íntimas e casacos pesados.  

A prática causa estranheza, principalmente àqueles com armários abarrotados, mas já vem sendo praticada à risca, inclusive por marcas de confecções, como é o caso da Sueca ASKET. No mercado desde 2015, a marca de moda masculina comercializa apenas 1 coleção permanentemente. Através de peças básicas e que permitem uma infinidade de combinações criativas, é que surge o propósito de acender a consciência ambiental, destacando o impacto gerado na produção de cada peça. Ainda segundo a marca, o processo de rastreabilidade confere segurança da redução dos impactos ambientais, o que também imputa na rastreabilidade dos produtos brutos. Ou seja, uma camisa de algodão não traz na etiqueta apenas a informação da localização da fábrica que costurou a peça, mas sim de onde são os botões, a linha e todos os outros insumos utilizados.

Site asket.com

E se engana quem acha que ter apenas uma coleção permanente não faz com que a marca deixe de ter estilistas. O trabalho destes profissionais é o de aperfeiçoar as peças, trazendo modelagens que se adaptam melhor ao corpo, garantindo conforto e boa aparência. As mesmas roupas, mas sempre melhoradas. Até porque, o consumidor paga um valor maior mas espera a durabilidade das peças e a praticidade de escolher o look do dia com facilidade, abusando da criatividade nas composições e do uso de acessórios para complementar o look. Ou seja, adotar um estilo de vida pautado no consumo consciente, prático para o dia a dia e com peças de qualidade atemporais e versáteis, também é para os estilosos.

Em 1985,  a designer norte americana Donna Karan, um grande ícone da moda, abriu discussão para um movimento semelhante, lançando uma coleção com apenas 7 peças básicas que fariam com que as mulheres de negócios da época pudessem ir do trabalho à uma festa, apenas com diferentes combinações usando estes 7 elementos. Segundo ela, o início da década de 80 foi marcado pela forte inserção de mulheres no mercado corporativo, e que se vestiam de forma semelhante aos homens, com largos ternos e gravatas. Karan trouxe peças diferenciadas e femininas, e que depois se popularizaram, como o Body, e que possibilitava às mulheres da época, o uso com uma calça para o ambiente do escritório. A peça também ia para uma festa adotando uma saia e um calçado mais refinado, bem como também acompanhava outras estações apenas sendo incrementada por um casaco. Ou seja, poucas peças com várias combinações; o mesmo conceito do atual Armário Cápsula.

Peças da Coleção de Outono de 1985 de Donna Karan. (Fonte: www.wwd.com)

E o que é importante observar sobre este conceito? Para quem vende, uma maneira de estar alinhado com a tendência é o de possibilitar aos clientes escolherem por peças de maior valor agregado, com cortes refinados e tecidos nobres. Para quem compra, observar sempre a etiqueta e se atentar a composição do tecido, um olhar atento as cores para que possibilitem as inúmeras combinações e a modelagem atemporal que permite o uso por variadas estações. E não esqueça de ter um espaço com boas condições para armazenar suas roupas, sem umidade e que permite o descanso das peças sem apertos e marcas de cabides.  E depois disso, é só preparar a sua criatividade para um infinito de possibilidades de combinações.

 

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Angélica Fabiana Fonseca Weirich
Angélica Fabiana Fonseca Weirich Seguir

Gestora de Projetos no Sebrae Paraná. Publicitária e Administradora, especialista em Marketing, Gestão de Pessoas e Gestão de Projetos. Apaixonada por: empreendedorismo, varejo, marketing, doguíneos, família e fazer amigos!

Ler conteúdo completo
Indicados para você