[ editar artigo]

Mídias Sociais não se aplicam ao meu negócio! Será?

Mídias Sociais não se aplicam ao meu negócio! Será?

Essa é uma tomada de decisão importante. Em tempos de uso crescente dos smartphones (em 2018 eram 230 milhões ativos) e da tecnologia para acessar com mais precisão o consumidor – conhecendo as personas do negócio e adequando a comunicação a elas – dar um veredicto de que as mídias sociais não são para o negócio é uma decisão de peso. Se não, vejamos.

Voltando trinta anos, na déc!da de 90, falar com o consumidor por meio de ações de marketing era simples. Uma boa campanha publicitária, veiculada em canais de TV aberta e com versões para revistas e jornais dava conta de posicionar a marca e torná-la conhecida. Mas, se a empresa não tinha recursos para investir nesses meios de comunicação, poderia pensar em inserções no rádio ou panfletar. Se o produto fosse bom, daqueles que eram desejados e pouco encontrados, o boca a boca dava conta de divulgar e promover boas vendas. (P.S.: claro que não era tão simples assim!)

A pergunta é: quanto que as empresas, naquela época, tinham domínio sobre a comunicação? Para tudo elas dependiam de outras empresas, de quem “sabia” fazer e não tinha outro jeito a não ser confiar. Não havia como aprender e fazer o processo por conta. Hoje não quero dizer que os empresários tenham total domínio, mas com a abertura das mídias digitais e canais de comunicação que falam direto com o consumidor, está mais na mão dos empreendedores a possibilidade de saberem por onde sua comunicação deve seguir, podendo acompanhar em tempo quase real o desempenho de sua mensagem nos canais abertos com o público.  A tal expressão “estar com a mão no pulso do mercado” ficou mais próximo do empreendedor.

Para isso, sem dúvida, é preciso que o empresário se debruce sobre a tecnologia, sobre o linguajar próprio do marketing digital, suas ferramentas e aprenda. Quer dizer que o empresário tem que fazer? De forma alguma! Quer dizer que ele pode estar mais ciente do que acontece e mais a par dos resultados, podendo tomar decisões mais rápidas e adequadas junto a quem toca o processo. Podendo avaliar os resultados quase que imediatamente.

Marketing é Marketing

O importante é saber que continua sendo Marketing. As ações são focadas no cliente e para ele podem ser mais efetivas e adequadas. As possibilidades mudaram. Ampliaram-se os canais e está diferente a forma de se comunicar – hoje muito mais voltada aos vídeos do que aos textos. Mas, a mensagem adequada ao perfil do público – hoje em detalhamento nas personas – continua sendo a estrela da festa. Relacionamento. Comunicação. Olho no olho, nem que isso queira dizer responder aos clientes que entram nas mídias e fazem perguntas, reclamam e elogiam. Conte a história do seu negócio. Inspire-se na verdade do que você faz. Exponha o valor da sua empresa. Use e abuse das muitas possibilidades que só a tecnologia possibilita de estar mais próximo de quem pode reconhecer sua empresa, comprando o que você vende.

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Patricia Favorito Dorfman
Patricia Favorito Dorfman Seguir

Mentora, Facilitadora e Consultora nas áreas de Marketing, Comunicação e Empreendedorismo. Movimento Tava Pensando.

Ler conteúdo completo
Indicados para você