[ editar artigo]

O uso da tecnologia nas vendas: como o cenário vem mudando

O uso da tecnologia nas vendas: como o cenário vem mudando

Muitas vezes nós não percebemos o quanto o uso da tecnologia nas vendas mudou o cenário comercial no Brasil e no mundo inteiro. No entanto, basta comparar o setor com o que acontecia há alguns anos para ver o quanto mudou e o quanto ainda poderá mudar nos próximos anos. Não é à toa, por exemplo, que vemos tantas empresas novas surgindo apenas para lidar com esse tipo de demanda.

Hoje em dia, um vendedor de sucesso não pode se limitar ao que um profissional da área fazia há 5 ou 10 anos. Atualmente, um bom vendedor, com grandes perspectivas de futuro, é um profissional radicalmente diferente daquele que dominava o mercado na década passada. Isso porque a tecnologia de vendas mudou consideravelmente e em um período de tempo bem pequeno de comparação.

Portanto, é vital entender o uso da tecnologia nas vendas e como o cenário vem mudando, caso o seu objetivo seja ser um vendedor de sucesso. Quer aprender? Então siga a leitura do artigo abaixo!

5 pontos que o uso da tecnologia nas vendas mudou o cenário

1. Junção de e-commerce com delivery

Uma das tecnologias recentes mais interessantes do mercado de vendas atualmente é o da junção do e-commerce com o delivery. Quem tomou a dianteira disso no Brasil foi o Rappi, com o lançamento do seu Mall.

Basicamente, o cliente pode acessar as suas lojas favoritas no Rappi, incluindo grandes franquias de shoppings como a Saraiva, Decathlon e outras, e fazer as suas compras como se estivesse em um e-commerce ou marketplace.

O grande diferencial é que o produto é entregue na casa do cliente em até uma hora. Ou seja: o frete, que é um dos grandes problemas de uma entrega de e-commerce, passa a ser “anulado” na junção ao ser feito em até 1 hora depois da compra.

2. Análise de perfil de cliente

A tecnologia no setor de vendas permite que haja um trabalho interessante de análise de perfil do cliente com base em um conjunto de dados interessantes coletados em diversas oportunidades.

Um exemplo simples é o lead scoring em uma estratégia de automação de marketing. Essa estratégia cria mecanismos que avaliam quando um lead está mais ou menos preparado para ser convertido em cliente. Na prática, portanto, permite que ele seja abordado quando as chances de venda são maiores. Isso evita desperdiçar o lead, aumentar a conversão e melhorar o faturamento. A própria equipe de vendas se tornará mais eficaz ao pegar leads mais preparados.

3. Plataformas conversacionais

Outro exemplo significativo do uso das tecnologias nas vendas são as plataformas conversacionais. Também chamados de chatbots, essas plataformas permitem que a sua empresa possa atender centenas de pessoas ao mesmo tempo e com um robô que faz a maior parte da triagem de casos sozinho.

Na prática, isso garante um melhor autoatendimento, o que reduz os custos e pode, inclusive, melhorar a taxa de fechamento. Por exemplo, suponha que um lead ainda não esteja pronto para lidar com o seu time de vendas. A presença da plataforma conversacional permite que esse lead interaja com o seu conteúdo até estar pronto para ser abordado por um vendedor.

4. Análise de Big Data

Você sabe onde estão os gargalos de produtividade do seu time de vendas? Ou da sua estratégia no geral? Talvez você tenha uma impressão, mas na verdade pode ser outra coisa.

Por isso, é vital usar a análise de Big Data dentro da sua operação. Essa medida tem como objetivo analisar os dados obtidos e coletados pela sua empresa para analisar a produtividade de cada setor e mapear o trabalho de maneira eficaz. Assim, dá para saber com certeza onde estão os gargalos de produtividade e o que fazer para consertá-los, garantindo maior fluidez do negócio.

5. Neurovendas

Por fim, a evolução da neurociência tem permitido que a Humanidade entenda melhor como funciona o processo de decisão de compra das pessoas e possa usar esse conhecimento de maneira a tornar as vendas mais eficazes. A isso é dado o nome de neurovendas.

Essa nova maneira de trabalhar as vendas, usando gatilhos mentais, traz mais resultados. Apesar de não ser um pedaço de tecnologia física, mas sim um conhecimento, é também uma definição de tecnologia. Portanto, é algo importante para ser usado por qualquer empresa.

Agora que você já viu como o uso da tecnologia nas vendas tem alterado o segmento, precisa se atualizar para ter um bom desempenho no setor. É importante estudar e conhecer todas as formas de vendas, inclusive os recursos tecnológicos que podem ser usados para aumentar as chances de fechar negócio com os consumidores.

Lembre-se de que conforme suas "armas" aumentam de calibre, a resistência do consumidor também sobe. Por isso, ficará mais difícil fechar vendas também.

Gostou do conteúdo? Qual dessas tecnologias é a mais interessante no seu caso? Comente abaixo!

 

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você