[ editar artigo]

Pagamento sem atrito no varejo

Pagamento sem atrito no varejo

Imagine a cena: você entra na loja, coloca suas compras no carrinho, entra em uma longa fila e, quando finalmente é atendido no caixa, precisa apresentar uma série de documentos só para poder pagar… você voltaria a essa loja? Ou daria preferência a outra, que facilitasse o pagamento?

Quanto mais etapas envolvidas no processo de compra, maiores as chances de o cliente desistir, e menor a probabilidade de ele retornar. Por outro lado, um empreendimento que ofereça métodos de pagamento “sem atritos” tende a ser melhor recebido pelo público. Vide, por exemplo, o Uber - ao cadastrar um cartão de crédito em seu perfil, o usuário não precisa nem encostar na carteira durante o processo. A Amazon e seu “pagamento com 1 clique” também é um bom exemplo de empreendimento que simplifica a jornada de compra.

Facilitando a vida do cliente

Uma das principais metas desse processo de aperfeiçoamento é tornar mais fácil a vida do cliente - quanto menos trabalho ele tiver para finalizar a compra, melhor para ele (e para você).

Sistemas lentos ou funcionários pouco habilitados para fazer as cobranças são obstáculos comuns na jornada de compra do cliente. No caso de e-commerces, uma navegação complexa e cheia de etapas pode pôr tudo a perder.

Se a requisição de dados essenciais (como nome, CPF, dados de cartão etc.) é, de certa forma, inevitável, cabe ao empreendedor fazer o que estiver ao seu alcance para que o cliente não precise ficar informando esses dados novamente em compras futuras.

Engajar é preciso

Mesmo o método mais automatizado possível implica algum tipo de dificuldade para o cliente. Nesse caso, é importante que a sua loja tenha ações de engajamento, que façam a experiência (e não apenas o produto em si) valer a pena.

Um programa de fidelização, promoções constantes e/ou exclusivas, um catálogo variado, preços competitivos, frete ágil e a preço justo… são muitas possibilidades. O empreendedor deve aplicar as que melhor se encaixam em seu plano de negócio.

O poder da diversidade dos pagamentos

Uma das maneiras mais práticas de facilitar a jornada do cliente é apostar na variedade de métodos de pagamento: cartão de crédito, cartão de débito, boleto, pagamento online, internet das coisas, e-wallet…

Quanto mais formas de pagar, maiores as chances de o cliente fechar a compra. Afinal, nem todo mundo se sente à vontade para inserir um cartão de crédito em uma loja virtual, e sempre há quem prefira o tradicional boleto.

Parcelamento de compras e descontos para pagamento à vista também são boas possibilidades para oferecer aos clientes - ajudam a engajar o cliente, conforme comentado em tópico anterior.

Cuidado com a inadimplência

A facilitação de pagamentos traz consigo o risco de atrasos e inadimplência. Cabe, assim, um cuidado extra em relação às cobranças feitas a clientes mais “complicados”. Há empresas especializadas em recuperação de crédito, e vale a pena contar com esse serviço.

Em resumo, o empreendedor varejista deve facilitar ao máximo possível a “jornada do cliente” se quiser aumentar suas vendas e a fidelização de seus clientes.

E você, o que achou do conceito? Acha que é possível simplificar o processo de compra na sua loja? Deixe um comentário!

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Ler conteúdo completo
Indicados para você