[ editar artigo]

Quanto custa fazer um e-commerce profissional?

Quanto custa fazer um e-commerce profissional?

Quanto custa criar um site de comércio eletrônico? Se essa é a sua dúvida, saiba que não está sozinho nessa!

A questão é um pouco complicada e mais do que relevante. A razão é clara: os sites de lojas online tornaram-se bastante populares atualmente, o que significa que as pessoas estão cada vez mais se perguntando sobre o preço de seu desenvolvimento de e-commerce

No final, essas plataformas podem ser a única fonte de sua receita e aumentar a lucratividade de seu negócio “offline” ou de ter um negócio online de sucesso. 

É por isso que tantos empreendedores voltados para o futuro estão se esforçando ao máximo para descobrir como fazer um site de comércio eletrônico sem gastar muito dinheiro. 

Se você faz parte desse grupo de empreendedores, para ajudá-lo com isso, separamos algumas informações importantes sobre custos para ter um e-commerce profissional. 

Vale dizer que os valores podem variar de acordo com as suas necessidades e escolhas. Portanto, tenha em mente que essas informações servem para que você possa se basear em quanto poderá gastar ao construir o seu e-commerce. 

Vamos lá? 

 

Informações importantes sobre custos para criação de e-commerce 

Existem muitas variáveis ​​diferentes que contribuem para o custo geral de construção de uma loja online. 

Em geral, algumas lojas de comércio eletrônico possuem valores mais acessíveis, enquanto outras cobram muito mais caro. 

Aqui estão os itens pelos quais você terá que pagar:

 

  1. Software de comércio eletrônico;

  2. Nome do domínio;

  3. Hospedagem de comércio eletrônico;

  4. Certificado SSL;

  5. Custos de processamento de pagamentos;

  6. Tema e designs da loja;

  7. Complementos e extensões.

 

Entenda brevemente o que são e qual a média de valores de cada um desses itens. 

 

1. Custos de software de comércio eletrônico

As soluções de comércio eletrônico variam em custos, dependendo de seus recursos prontos para uso, do tipo de software que oferecem e do nível de serviço. 

Existem várias plataformas para escolher, e escolher a certa é um passo importante na abertura de uma loja de comércio eletrônico. 

Vale dizer que os preços podem variar muito para cada plataforma. Portanto, não especificaremos os valores delas neste artigo, apenas citaremos algumas opções para que você avalie qual pode ser melhor para o seu negócio. 

Veja a seguir algumas opções de softwares para a construção do seu e-commerce:

 

  • Magento;

  • BigCommerce;

  • Shopify;

  • NuvemShop;

  • Loja Integrada;

  • VTEX;

  • Magazord. 

 

É importante que você visite o site de cada uma dessas plataformas e verifique o que elas oferecem para criação de e-commerce. Também verifique - ou solicite - os valores dos planos e também o que é o período de teste gratuito, caso ofereçam essa opção. 

 

2. Custos de nomes de domínio.

Seu nome de domínio terá um custo anual, a menos que você possa pagar alguns anos adiantados. 

Se você decidir comprar o seu domínio no Registro.Br, por exemplo, o custo anul é de R$40,00. 

Porém, o preço depende de onde você o compra e da extensão que você obtém. Também vale dizer que algumas plataformas para criação de e-commerce oferecem o registro incluso no plano que foi comprado. 

 

3. Hospedagem de e-commerce

Depois de registrar um nome de domínio, é hora de encontrar uma hospedagem web. 

Soluções como BigCommerce e Shopify são hospedadas na nuvem e oferecem hospedagem na web como parte da assinatura. Isso significa que você não terá que procurar hospedagem de terceiros ou lidar com os desafios de gerenciá-la. 

Se você deseja hospedar sua loja de comércio eletrônico por conta própria, o custo varia de US $ 80 a US $ 730 por mês porque depende de quanto tráfego sua loja obtém, dos recursos do seu site e de serviços automatizados, como um backup do site.

 

4. Custos do certificado SSL

O preço de um certificado SSL varia de US $ 20 a US $ 70 por ano. Embora essa possa ser uma das partes menos dispendiosas de sua loja online, ela fornece a segurança em uma rede necessária para que os clientes visitem e comprem em seu site.

Às vezes, os mecanismos de pesquisa também usam um certificado SSL como fator de classificação. Além disso, algumas soluções de hospedagem oferecem isso como parte de sua taxa, portanto, tenha isso em mente.

 

5. Custos de processamento de pagamentos

É fácil ignorar os custos associados ao processamento de pagamentos, mas eles podem aumentar rapidamente. 

Os custos de processamento de pagamento dependem do tipo de pagamento que você deseja oferecer durante a finalização da compra - como PayPal ou vários cartões de crédito - o tipo de moeda que você aceitará e as regiões onde estará vendendo. 

Você pagará taxas para cada gateway de pagamento que deseja oferecer. Você pode conferir como funcionam as taxas para transações do PayPal aqui, para que tenha uma sobre os custos que pode ter com o processamento de pagamentos. 

 

6. Custos de Design

Parte do desenvolvimento de sua loja de comércio eletrônico é criar uma experiência de usuário única com design de site que reflita sua marca e faça com que os clientes voltem.

O design da sua loja online vem com alguns custos, já que você precisará contratar um profissional de web design para fazer isso. 

Esse custo vai depender muito do valor que o profissional cobrará para a realização dos seus serviços. 

Você pode contratar desde um web designer iniciante, até um com nível avançado (sênior). Também é possível que você contrate uma agência online para fazer esse trabalho para você. 

Ou seja, é difícil passar um custo de design, já que dependerá muito da sua escolha. Só tenha em mente que você precisará contratar esse serviço, caso queira que o seu e-commerce tenha um design personalizado.

 

Conclusão

Ter um e-commerce se tornou algo muito importante tanto para empresas físicas quanto online. 

Isso porque os consumidores estão na internet, fazendo pesquisas e sendo impactados por diversas empresas que possuem comércio eletrônico. 

Portanto, se você tem um negócio e deseja criar o seu e-commerce, é muito importante que considere todos os custos que citamos acima.

Esperamos que com as informações que passamos você consiga ter uma noção do que precisará pesquisar e colocar os valores no papel para saber quanto custa fazer um e-commerce profissional. 


 

Varejo 🎁

Comunidade Sebrae
Lucas W. Pelisari
Lucas W. Pelisari Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você