[ editar artigo]

Como faço para saber se abrir uma conta PJ MEI é uma boa opção para o meu negócio?

Como faço para saber se abrir uma conta PJ MEI é uma boa opção para o meu negócio?

O Microempreendedor Individual (MEI) é o tipo mais simples de empresa, permitindo ao empresário fácil acesso a um CNPJ. O MEI não é obrigado a abrir uma conta no banco como pessoa jurídica (PJ) para fazer movimentação das suas receitas e despesas. Porém, manter uma conta MEI separada da sua conta pessoal facilita o controle financeiro.

Por que ter uma conta jurídica MEI?

Sabemos que o MEI tem direito a um CNPJ com menos burocracia e com custo mais baixo, mas, mesmo sendo simplificado, muitos acreditam que abrir uma conta “extra” traz mais preocupações e despesas. Bem, mesmo que isso exija mais controle e organização por parte do empreendedor, os benefícios são muitos.

Ao abrir uma conta PJ, o MEI pode realizar empréstimos com taxas de juros mais atraentes. Empréstimos para pessoas físicas costumam ser mais caros, além de você correr o risco de misturar seu dinheiro com o do seu negócio.

A partir da conta PJ, o empreendedor pode contratar outros serviços financeiros, como cartões de débito e crédito, consórcios, programas de fidelidade, maquininhas de cartão e investimentos. Alguns bancos oferecem ao MEI taxas muito mais atraentes para todas essas contratações.

Outra vantagem de você abrir uma conta PJ é a melhora na gestão financeira, já que o controle financeiro pode ser automatizado e os pagamentos e recebimentos ficam mais organizados.

O PJ ainda dispõe de mais opções de crédito para investir no seu negócio, pois as financeiras exigem esse requisito na hora de analisar o seu histórico de “bom pagador”.

Embora o MEI possa utilizar uma conta corrente pessoa física, é importante abrir uma conta jurídica para que ele fique em dia com a Receita Federal. Contas separadas possibilitam ao empreendedor mais transparência em suas transações financeiras, evitando que ele caia na tão temida “malha fina”. Manter uma conta PJ é uma maneira da empresa estar dentro das exigências do órgão, caso ocorram fiscalizações e a necessidade de comprovação de pagamentos, por exemplo. Além disso, a abertura de uma conta PJ pode trazer mais profissionalismo para o seu negócio, uma vez que você separa as finanças pessoais e empresariais. Isso faz com que os fornecedores e investidores vejam que as transações financeiras estão vindo de uma conta real de negócios.

Como faço para abrir uma conta PJ para o MEI?

Abrir uma conta jurídica para o MEI é bem simples. Primeiro, escolha um banco em que a modalidade MEI se enquadre como PJ. Mesmo que existam diversos bancos que ofereçam mais benefícios para quem é MEI, alguns ainda não aceitam essa modalidade como PJ pelo fato de não possuir contrato social. Uma dica é verificar no próprio Portal do Empreendedor algumas indicações.

Com a escolha do banco, é hora de separar os documentos! Geralmente, os documentos exigidos são: CPF e RG do empreendedor, CNPJ da empresa, comprovante de endereço e o Certificado de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI).

Outra alternativa interessante para o MEI são as cooperativas de crédito. Esse modelo bancário também atende pessoas jurídicas. Diferentemente dos bancos tradicionais, nas cooperativas de crédito, os correntistas são associados do negócio. Como a oferta de serviços são as mesmas existentes nos bancos tradicionais, é importante verificar se as taxas e tarifas são mais atraentes. Já os bancos digitais são uma boa opção para o MEI que quer ter a facilidade da abertura da conta online com zero burocracia.

Como vimos, a abertura de uma conta PJ traz muitos benefícios ao MEI. Para isso, é importante analisar qual instituição oferece os melhores pacotes ao seu empreendimento.

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você