[ editar artigo]

Série Minha História | Com Jéssica Lorena Tomazzine de Cafelândia|PR

Série Minha História | Com Jéssica Lorena Tomazzine de Cafelândia|PR

 

O encantamento desde a infância pelas máquinas de sorvete americano fez com que minha vida mudasse.


Página da sorveteria Holidays --> https://www.facebook.com/holidayssorveteria/

Por 10 anos trabalhei na área administrativa financeira, e embora eu gostasse e havia estudado anos para essa função, não me sentia realizada. Eu percebia que meu perfil era diferente dos meus colegas de trabalho. Eles sempre tão centrados e sérios e eu agitada, tagarela e cheia de ideias que não se encaixavam no ambiente.

Então resolvi arriscar e procurar a tal máquina de sorvete dos anos 30, O Sorvete Americano. Depois de muito procurar e só encontrar máquinas extremamente deterioradas, pois há muitas décadas encerraram suas produções. Encontrei na internet um senhor que fazia manutenção dessas maquinas na cidade de Maringá e produzia peças. Entrei em contato mandei uma foto de como eu gostaria e perguntei se ele montava uma para mim daquele jeito, ele topou o desafio, juntei minhas economias, fiz um empréstimo com o meu pai, e no dia 07/11/2015 eu e uma amiga foi buscar e lá  ele me deu umas aulas e viemos.

No dia 09/11/2015 em um espaço cedido no pátio de um posto de combustível coloquei meu sonho em prática. Foi ali que dei início a que é hoje a Holiday Sorveteria. Fiquei 1 ano nas duas funções, no horário comercial eu trabalhava no escritório e a noite e finais de semana eu trabalhava com a máquina de sorvete americano no pátio do posto. Recebemos um convite e fomos sem muita experiência expor na festa do frango em novembro de 2015. Quantas loucuras, a máquina era novidade, o que eu produzi para vender nos 3 dias não deu nem para primeiro dia, a máquina esquentou muito, começou a pegar fogo e as filas só aumentavam. Com a ajuda de parentes e amigos ela voltou ao normal. E com o dinheiro do evento paguei meu pai, recuperei o investimento inicial e sobrou para investir. Um mês depois, um cliente fiel ofereceu uma sala comercial de menos de 8 m², e fui porquê de bis era complicado ficar transportando os insumos da minha casa até o posto. Com o compromisso com o aluguel precisava aumentar as vendas, e minha prima Alessandra abria durante as tardes, enquanto eu estava no escritório. Com o inverno se aproximando e as vendas caindo investi em outro sonho. Uma máquina de pipoca de cinema. Depois um freezer e um balcão. E em 3 meses a sala ficou extremamente pequena para nós e nossos planos. Até que outro cliente ofereceu uma outra sala comercial, muito maior e proporcionalmente muito mais cara. Arriscamos e em fevereiro de 2016 fomos para nossa segunda sala comercial. Como as despesas aumentaram 80% teríamos que providenciar capital para suprir minha necessidade. O Sorvete Americano era vendido a R$ 2,00 a unidade e não nos davam muitas opções de variações como milkshakes, saundae, etc pra aumentar a renda. Precisávamos de mais fonte de renda. Como na cidade não havia um mercado que atendesse os clientes que gostavam de sorvete de bola/massa, comecei a pesquisar fornecedores e trouxe um buffet com 24 opções de sabores em setembro de 2016. O Sorvete Americano ganhou um nome Holidays que significa "feriado" "dia livre" "folga" "dia santo" dias perfeitos para sair e tomar um sorvete com a família. Eu confiava na minha dupla jornada no financeiro da Cooperativa e na sorveteria. Foi então que compreendi que o que me movia era empreender, inventar e me encantava as reações das pessoas. Em dezembro de 2016 deixei de ser colaboradora e passei a me dedicar apenas ao comércio gastronômico. Devido a limitações e restrições em fevereiro de 2017 mudamos novamente para outra sala comercial, mais ampla e com um público maior. Ficamos nesse local por 2 anos e em Janeiro de 2019 aquele cliente que havia oferecido a primeira sala de menos de 8 m² ofereceu uma sala 10x maior, bem localizada, nova, num novo ambiente comercial e lá fomos onde nos instalamos e estamos até hoje. Hoje a máquina de sorvete americano não faz mais parte da Holidays, mas foi graças as dificuldades enfrentadas com ela que tornei o que sou hoje. Uma empresária e empreendera feliz e realizada. Que tem muito amor e orgulho em abrir as portas e servir produtos que faça as vidas das pessoas mais saborosas. 

E aí, gostou da história inspiradora da Jessica?

Então vem contar a sua história para a gente e nos inspirar também!

Conta para a gente o que achou nos comentários e continue nos acompanhando 😉

Se você ainda não faz parte da Comunidade Vida de MEI, não perca tempo e vem participar com a gente!

O Sebrae está com atendimento 100% digital neste período. Mesmo de casa, vamos orientar você com relação a sua empresa.

Nos acione através dos seguintes canais:

🔵 WhatsApp / Chat / Facebook / E-mail 🔵

 

Vida de MEI

TAGS

sonhos

Comunidade Sebrae
BRUNA KAUANA MARTINS
BRUNA KAUANA MARTINS Seguir

Atendente da Sala do Empreendedor de Cafelândia - Pr.

Ler conteúdo completo
Indicados para você