[ editar artigo]

MEI: Oportunidades no ecoturismo e guia de aventura (conteúdo com áudio)

MEI: Oportunidades no ecoturismo e guia de aventura (conteúdo com áudio)

Saúde, qualidade de vida e lazer são cada vez mais oferecidos por MEI's

Não existe sensação melhor do que trabalhar fazendo as pessoas felizes. Acredito que essa seja a ambição de todos nós enquanto profissionais: pagar as contas, realizar sonhos e colocar em prática o propósito de ajudar o outro a também ser mais feliz ou ter momentos felizes.

Nas ocupações permitidas em lei para a formalização do MEI – Micro Empreendedor Individual, o profissional pode se registrar em uma ocupação formal e até 15 secundárias. Entre elas, a de guia e promotor de turismo.

Numa crescente em que as pessoas estão buscando cada vez mais a qualidade de vida, saúde, lazer e novos conhecimentos, essa categoria de MEI está entre as que mais crescem no país. Os destinos e objetivos são os mais diversos possíveis, desde excursões da terceira idade até uma imersão na floresta, onde as crianças também são bem vindas.


A guia Viviane Rachinski buscou no seu lazer uma forma de ganhar a vida. Só que após 3 anos de atividades, ela se redescobriu mais feliz do que na sua profissão de origem e ainda promove satisfação, saúde e felicidade para seus clientes. Dona da Salto Alto Montanhismo, Viviane é jornalista de formação e adora aventura. Depois de ter sido mãe, saiu do emprego formal para dar mais atenção ao seu pequeno e resolveu não voltar para as telas de televisão. Abriu o seu CNPJ como MEI e deu asas ao seu sonho de encontrar a felicidade subindo montanhas.

O negócio, que virou sua fonte de renda e energia, começou entre amigas que buscavam na natureza uma maneira de melhorar as condições respiratórias, aliviar o estresse da rotina de trabalho e desbravar o turismo de aventura. Foi então que o plano B venceu a profissão de origem e entrega aos clientes da guia MEI momentos de intenso contato com a natureza. Além disso, a empresa hoje possui parcerias com freelancers, agências de viagens e turismo dos locais de destino e muitas possibilidades de ecoturismo.

Além de passeios em trilhas nas matas com subida de montanhas, a guia encontrou nas técnicas japonesas um produto novo para os brasileiros. Trata-se do Banho de Floresta, uma terapia de sete semanas que busca reconectar as pessoas à natureza, melhorar a saúde desses clientes, aumentar a imunidade e até aperfeiçoar sua intuição.  

A microempreendedora fala que entre os desafios de abrir um CNPJ e ser MEI esteve a capacitação na sua área e dar conta de todas as funções de uma empresa, que nem sempre conseguimos ter aptidão para gerir. Escute o áudio para saber mais.

Essa é a inovação de um serviço que ganha cada vez adeptos no mundo e vai na contramão da tecnologia.

O território do Paraná possui uma riqueza de áreas para a exploração do turismo de aventura e lazer. Diversos empreendimentos podem ser conhecidos no Estado e na Grande Curitiba. Alguns deles disseminam cultura e empregam colaboradores de diversos setores, além de oferecer o contato com a natureza, que é o caso dos empreendimentos das Rotas do Pinhão.

Uma sugestão de Day Use que envolve a família toda é o Parque Vila dos Animais, em Campinha Grande do Sul. Com uma pegada educacional, o local oferece o contato animais domésticos de fazenda, alimentação campeira e atividades de lazer para as crianças. E lá, a aventura fica por conta do passeio de trator. Uma boa dica para o feriadão ou mesmo para as férias de julho!

Para quem já quer se aventurar mais, pode também optar pelo Recanto Saltinho, ali em Tijucas do Sul. No espaço é possível acampar perto da cachoeira, e com o conforto de poder usufruir do restaurante do local e ter segurança de um camping.

Desacelerar também pode ser disruptivo!

 

Comunidade Sebrae
Suzane Marie
Suzane Marie Seguir

Sou jornalista, MEI e gerente de comunidades da Comunidade Sebrae!

Ler matéria completa
Indicados para você