[ editar artigo]

Microfranquia ou negócio próprio: Como o MEI pode decidir?

Microfranquia ou negócio próprio: Como o MEI pode decidir?

Se você quer se tornar um Microempreendedor Individual (MEI) e tem o sonho de ter um negócio formalizado para chamar de seu e ainda não sabe se escolhe uma microfranquia ou entra de cabeça em um negócio pronto, é fundamental conhecer as peculiaridades de cada um.

Primeiro, é preciso colocar na balança o que é mais importante para você, pois os dois modelos têm benefícios e é o empreendedor que precisa decidir qual se encaixa em seu perfil.  As microfranquias são negócios replicados que exigem um investimento menor ao as franquias tradicionais. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o investimento é em torno de R$ 90 mil.

Atualmente, o modelo é um dos mais bem-sucedidos do país. Isso se deve ao grande crescimento que esta modalidade de franquias tem apresentado nos últimos anos, principalmente, pelo aumento da nova classe C brasileira. 

Pode-se dizer que ela serve para aquele empreendedor que quer um negócio já direcionado. Agora se você é aquele tipo de pessoa dinâmica, que gosta de inovar o produto ou a forma de divulgação, pode ocorrer conflitos com o franqueador.

Características de  uma microfranquia

Baixo valor investido com a divulgação da marca

Uma das principais vantagens de investir em uma microfranquia é o baixo valor investido com a divulgação da marca, pois na maioria dos casos, ela já é conhecida no mercado.

Nessa modalidade, o marketing é compartilhado, reduzindo os esforços e custos com a divulgação. Quando você decide criar uma marca do zero, os gastos para que as pessoas conheçam a sua marca são muito mais altos.

Negociação em rede

A compra coletiva é uma das características das franquias que reduz os valores dos produtos. Esse tipo de negociação beneficia a compra em escala.

Franqueados estarão sempre sujeitos às regras dos franqueados

Como falamos, apesar do baixo custo, o empreendedor que opta por essa opção sempre estará sujeito às regras do franqueador, até mesmo na decisão da localização do negócio. Essa falta de liberdade pode engessar o negócio, pois tudo é decidido pelo franqueador.

Lucro

Outro fator que o empreendedor tem que ter em mente ao escolher a microfranquia é o lucro. Uma porcentagem vai para o franqueador. Por isso, é importante analisar bem se você quer manter esse compromisso ao longo do negócio.

O franqueado precisa pagar as taxas de franquia, royalties e de marketing. A taxa de franquia se refere ao valor pago na assinatura do contrato para a utilização da marca e transferência do know-how. Já a taxa de royalties é referente à porcentagem do faturamento pago mensalmente ao franqueador. Enquanto que a taxa de marketing abrange todos os custos com a divulgação de toda rede. Porém, o empreendedor tem que avaliar que irá trabalhar com uma marca mais consolidada, podendo trazer bons frutos.

Risco

O modelo de negócio pode ser tido como mais seguro por ter sido testado por outros empreendedores em outras regiões, mas a chance de expandir o negócio é bem maior quando se tem uma marca própria. 

Características de um negócio próprio

Você que sonha em ter um negócio próprio não apenas para se dedicar a fazer algo que gosta, mas também para ter mais liberdade com seu tempo e dinheiro, é preciso fazer algumas considerações.

Autonomia

Embora exista a vantagem de você ser seu próprio chefe e ter mais autonomia, será preciso ter muita organização e dedicação ao seu negócio. Por isso, é importante que você mantenha suas pautas e atividades atualizadas de acordo com seu ritmo e disponibilidade de trabalho.

Flexibilidade de horário

Outro benefício quando você tem seu negócio próprio é a flexibilidade de horário. Porém, é recomendado que você aproveite essa flexibilidade de forma responsável, administrando muito bem o seu tempo a fim de priorizar as atividades de acordo com seus objetivos.

Seguir suas próprias regras

Quando você começa um negócio do zero, todo o planejamento é baseado de acordo com suas regras. Claro que você terá que dedicar um tempo maior para que a sua marca se torne conhecida no mercado, mas a escolha do produto, fornecedores e a localização do empreendimento  é sua responsabilidade. Ou seja, você tem as rédias da tudo!

Agora que você já sabe as principais características de cada modelo de negócio, é preciso escolher entre as facilidades de empreender com um negócio pronto ou abrir seu próprio empreendimento e ter mais liberdade para a tomada de decisões.

Comunidade Sebrae
Ler matéria completa
Indicados para você